O que é o Espaço São José Liberto?

Patrimônio Histórico do Estado do Pará, erguido em 1749 por frades capuchos de Nossa Senhora da Piedade para o funcionamento do convento de São José. Ao longo de sua trajetória histórica e memória, exerceu diferentes funções, tais como: olaria, quartel, depósito de pólvora, hospital, cadeia pública e presídio, sendo por mais de 100 anos utilizado como local onde se cumpria pena privativa de liberdade pelos que cometeram crimes fossem eles políticos ou comuns.

Com mais de dois séculos de existência a partir de um projeto de restauração e arquitetura de autoria do arquiteto Paulo Chaves, o antigo prédio São José passou a denominar-se Espaço São José Liberto inaugurado como “território criativo” no dia 11 de outubro de 2002 com a missão de possibilitar o funcionamento de um lugar intersetorial de criatividade e liberdade, onde o desenvolvimento econômico tem como elemento propulsor a cultura, o turismo e o design, visando a verticalização do setor mineral de gemas e joias, a promoção comercial e turística do artesanato local produzidos nas microrregiões do estado do Pará, incrementando a indústria da moda além da educação patrimonial.

O que encontrar no ESJL?

Capela São José

Devidamente restaurada, celebra missas organizadas pela comunidade do entorno do prédio, conforme suas memórias. No campo cultural promove concertos didáticos, apresentações de músicos concluintes do curso de música da Escola de Música da Universidade Federal do Pará, shows musicais, lançamentos de livros e apresentação de música instrumental.

Museu de Gemas do Estado do Pará

Funciona sob a gestão articulada entre a SECULT/Sistema de Museus/SEDEME/IGAMA. Expõe em cinco salas um acervo com mais de quatro mil peças, reproduzindo uma breve incursão sobre a riqueza mineral existente no imenso território paraense, acolhe turistas nacionais e internacionais e promove visitas monitoradas com fins de educação patrimonial.

Jardim da Liberdade

Com seus cristais, quartzos, ametistas e citrinos a céu aberto harmonizados em formato de mandala com plantas e uma bela fonte de agua é considerado um museu de gemas aberto, único no Brasil.

Memorial da Cela “Cinzeiro”

Apresenta ao público visitante a memória do tempo do presídio, objetos usados pelos detentos e um pequeno dicionário de gírias e outras expressões do vocabulário das casas penais.

Lojas de Joias, Gemas e Ilhas de Ourivesarias e Gemas

Trata-se de unidades comerciais para a promoção e vendas de joias do Programa Polo Joalheiro/PA, sendo 01 ilha de comercialização de gemas lapidadas e 01 ilha de ourivesaria que presta serviços de encomendas e restauros, 04 lojas que funcionam em regime de compartilhamento atendendo 11 empresas, 01 representa a loja incubadora de negócios do Programa Polo Joalheiro/PA – Loja UNA e 01 comercializa joias antigas.

Ao todo são 12 unidades comerciais (UC) compartilhadas em 04 espaços de loja nas antigas celas e (01) não compartilhada, que funcionam em regime de termo de permissão de uso, gerenciadas por empresas formais, participantes do Programa Polo Joalheiros do Pará, que geram recursos próprios para a manutenção das ações do programa. Destaca-se dentre as (06) lojas existentes, 01 UC para incubação de negócios gerenciada pela Organização Social (OS) gestora do ESJL que atende os empreendedores formais e informais do Programa.

Anfiteatro Coliseu das Artes

Tem capacidade para 600 pessoas sentadas. Esta arena cultural também funciona para a promoção de eventos com vistas a gerar recursos para o Polo Joalheiro, bem como, é palco de programações culturais de teatro, dança, música, mágicas, grupos folclóricos, desfiles de joias e moda, lazer para as crianças de 01 a 07 anos acompanhadas. No entorno do anfiteatro encontra-se a instalação artística “Rio em Vertical” que representa a cultura ribeirinha amazônica dos autores Emanuel Franco e Paulo Chaves.

Espaço Moda

Foi inaugurado no dia 06/10/2016 com a finalidade de processar a comercialização de produtos de moda, gerados por empresas formais e empreendedores informais, cadastrados no Arranjo Produtivo Local (APL) de Moda, Design e Indústria da Confecção – Polo Metrópole, a instalação desta UC decorreu do Plano de Desenvolvimento (2015/2016) do APL acima mencionado e conta com a parceria do SEBRAE/SEDEME/NEAPL/PA.

Espaço Gourmet

É destinado à degustação de comidas típicas do estado do Pará e oferecem serviços de lanches e cafés, permitindo aos frequentadores a degustação de alimentos, sorvetes e sucos de frutas brasileiras e locais, seu carro-chefe é a unha de caranguejo comercializada diariamente.

Casa do Artesão

É um espaço de divulgação e comercialização do artesanato paraense com representação da produção de todas as microrregiões do estado do Pará, compreendendo o atendimento de 43 municípios. Expõe diariamente para promoção produtos de artesanato que tem matéria prima natural de origem: animal, vegetal e mineral.

Os produtos comercializados nesta UC seguem as orientações do Programa Brasileiro de Artesanato (MDIC) e atende as seguintes classificações de artesanato: indígena, de reciclagem, tradicional, de referência cultural e o contemporâneo conceitual. Outro aspecto considerado é a funcionalidade do artesanato, neste sentido são comercializados os produtos de acordo com o seu uso e destino à saber: adornos ou acessórios/adereços, decorativo, educativos, lúdico, religioso, místico, utilitário, profano e lembranças/souvenirs.

A Casa do Artesão também comercializa produtos de outros setores criativos como: publicações e mídias impressas, livros, DVDs e CDs de autores paraenses, artes visuais como, pintura em tela e papel de autores que promovem a cultura amazônica, sob a classificação de alimentação típica, promovendo a cultura alimentar amazônica por meio dos produtos: farinha d’agua e de tapioca, chocolates, bombons de cupuaçu, castanha, bacuri e açaí, chocolate com leite de búfalo, cachaça com jambu, cacau em pó e licores de frutas típicas. Esta iniciativa contribui para o fortalecimento da cultura alimentar amazônica por meio da valorização de micro e pequenas empresas que produzem alimentos típicos do estado do Pará. Vale ressaltar que todos os produtos de alimentação típica são certificados pelo Ministério da Agricultura, IMETRO e ANVISA.